Seguidores

maio 07, 2011

"Dai-me sempre uma poesia que abra feridas e ao mesmo tempo cure todos os nexos, todos os lados de dentro. Uma poesia emplastro, uma poesia ungüento.

Uma poesia prova, uma poesia de vento, que ao mesmo tempo dure.
Kehl

2 comentários:

Edson Marques disse...

Lu,

Estou aqui, ao teu lado, saltando profundo no teu poético blog!

Deixo flores...

Talita disse...

Olá andei meio distante do mundo dos blogs, mais agora estou voltando, aproveitando o tempo livre para deixar um beijo e desejar uma linda e abençoada semana!!

Fique com Deus, boa noite, bjuss
Tata
http://tatapalavrasaovento.blogspot.com