Seguidores

outubro 25, 2007

A tal felicidade

não canso de buscar a tal felicidade
mas estou impregnada de realidade
olho pela janela e o real invade,
levo um tapa, um choque
mas o sonho continua,
a luz das estrelas me faz querer buscar
o sonho de um mundo melhor,
de pessoas melhores,
aquele tal de "paz e amor"
que pelo brilho dos olhos dos casais
sentados na praça,
o sonho que está no papel não amassa
bebo meu vinho com a intenção de esquentar meu coração,
de agasalha-lo do frio que me invadiu pela janelado frio,
da solidão, da ilusão
preciso de mais fé em mim,
em todos, em tudo,
enganarmos de vez em quando é muito interessante
enganarmos de tristeza,
de ilusão,
de ódio,
so para depois olhar no espelho e dizer:-não,
desculpe foi um engano,
é alegria,
esperança,
é amor.
amor trazido ao meu ouvido
pelo canto cupido do beija-flor
esperança,trazida pelo olhar de uma criança
acompanhado de um sorriso de quem ganhou um pirulito
e a alegria que contagia e nos faz ver que a nossa própria companhia é a melhor em alguns momentos,
precisamos estar sozinhos,
parar e pensar no que podemos ser e fazer para se ter um mundo melhor
mas quero alguém que me faça sentir
que sorrir é o remedio
para que eu faça a minha parte
e conserte o desastre em que estamos
quero viver quero você,
quero eu minha felicidade
quero buscar dentro de mim o que vocês chamam de alegria
e exteriorizar -se quando isso fizer,
não for o que vocês esperam,
sinto muito mas essa é a minha
tal felicidade.
Jeniffer Santos
(19 anos de idade)

3 comentários:

VALTER GOMES disse...

Em termos de acrescentar neste dito
Leigos e meros leitores do que vimos
Uso sempre, procurando em alguém um mito
zoa esta tal felicidade, se traímos.

Bem melhor seria tê-la sempre ao lado
ainda que para consultas mensais,
raro seria meu tédio tateado,
rindo sempre do plágio inusitado
ou amando a tal felicidade muito mais
saíndo abraçados sorrindo no cais.

Oi Elusa...
Tá demais seu Blog... esta poesia "A tal felicidade" é linda e que imagens....
Parabéns...
Dê uma olhada no meu sobre um soneto ao nosso pastor Pe. Jose Edwaldo....

Beijos Valter

Edson Marques disse...

Eluza,

adorei teus comentários deixados no blog Mude. Sensatos, delicados e, principalmente, compreensivos.

Belo poema da Jennifer!

Abraços, flores, estrelas!

Edson Marques disse...

Eluza,

Você estranhou meu post sobre Deus e o Diabo (de ontem).


Mas, minha Mãe, embora chocada em princípio, quando leu esse texto sobre a alma de Deus e do Diabo, entendeu perfeitamente que eram metáforas para Tese e Antítese.

Ou seja: só quem tem ambas pode ter a Síntese!


Abraços, flores, estrelas..

.