Seguidores

julho 27, 2007

Se viesses comigo

Se viesses comigo te banharia
nas águas puras e cristalinas das pias batismais.
Teus cabelos
negros
lavaria em água perfumada de alecrim.
Nas mãos, óleo
de jasmim
a deslizar teu corpo,
para depois
envolver-te
com o manto das divindades sagradas.
Tua fome
saciaria com finas
e raras iguarias e te ofertaria vinho,o mais inebriante.
Ornada de grinalda, flores e vestes de luz
caminharia ao teu lado sob jaspes e pétalas.
Na noite escura, à luz das estrelas,
qual loba faminta te devoraria, louca, insana e voraz.
Penetrando a madrugada abriríamos o universo a desvendar todos os mistérios... .
tal qual estrelas,indeleveis,soltas e fugazes.
(Lu Barros)


16 comentários:

VALTER GOMES disse...

É assim que se fala, se expressa...o caminho é este, se colocar à frente do tempo, dos dógmas sociais... e ver a vida simples e bela...
Parabéns pela sua iniciativa que me deu a clareza para criar o meu...

Beijos do cunhado Valter

Marina Sabino disse...

i like it.
congratualtions mam

Cláudia Borges disse...

o encontro perfeito entre o sagrado e o profano... AMOR!!!

Almeida Neto disse...

Um sonho que pode se tornar realidade!

Fernando Mota disse...

Quase não consegui ler até o final
fiquei entusiasmado.

Rosa disse...

Eluza,

Pelo que vejo, breve teremos um lançamento de livro....
Parabéns!

Beijo,

Rosa

Elba Barros disse...

Eluza,
Parabéns.Que inspiração maravilhosa...

Elzebete disse...

Este seu blog esta maravilhoso. Parabéns gosto de ver artista na família, na música, na escrita, no palco e muito mais. gostei mesmo.

Ciro disse...

gosto do jeito poetico que falas, gostaria de receber um convite assim da minha amada. Lindo!!! a imagem tambem muito romantica.

Nana disse...

Gostei muito deste...
Gravei em meus textos.

Te amo!

Keila disse...

maravilhoso...quente,sensual.

Cintia Thome disse...

Votei e gostei da imagem...sonhos..devaneios...lindo.
Cintia Thome · São Paulo (SP) · 9/8/2007 19:52

comentario efetuado no site www.overmundo.com.br

ANASTACIO disse...

Fui às alturas com esse poema de pó estelar, de jaspes luminosos e jasmim, para contemplar Diana e desvendar os mistérios dos desejos prometidos. Que maravilha, Eluza! Uma poesia de luz própria.
Corumbá, cadê o Manoel de Barros para colocar sua linguagem de chão também no céu de Recife?
Frazao my brother · Anastácio (MS) · 10/8/2007 20:02

Wadson Fernandes disse...

Belo poema eBarros. Um canto de amor. Muita paz!
Wadson Fernandes · Belo Horizonte (MG) · 10/8/2007 13:47

Anali disse...

bela inspiracao, livre, leve e solta.

Anônimo disse...

Achei lindo, Simplesmente um dos mais bonitos atualmente.
Parabéns
Novo_PE · Recife (PE) · 13/8/2007 17:06

comentario efetuado no site www.overmundo.com.br, na lista de votacao do banco de cultura / literatura, em 13 de agosto de 2007, infelizmente nao se identificou.