Seguidores

junho 26, 2007

Eu sou uma Mulher

Eu sou uma Mulher
poema de Marina Colassanti


Eu sou uma mulher
que sempre achou bonito
menstruar
Os homens vertem sangue
Por doença
Sangria
ou por punhal cravado,
rubra urgência
a estancar
trancar
no escuro emaranhado das artérias
Em nós
O sangue aflora
Como fonte
No côncavo do corpo
Olho d´água escarlate
Encharcado
de cetim
Que escorre
Em fio
Nosso sangue se dá.
De mão beijada
Entrega-se ao tempo
como chuva ou vento.
O sangue masculino
tinge as armas
e o mar
empapa o chão
dos campos de batalha
respinga as bandeiras
mancha a história.
O nosso vai colhido
Em brancos panos
Escorre sobre as coxas
Benze o leito
Manso sangrar sem grito
Que anuncia
A ciranda da Fêmea.
Eu sou uma
mulher
Que sempre achou bonito
Menstruar
Pois há um sangue
Que corre para a morte.
E o nosso
Que se entrega
para a LUA.

4 comentários:

Edson Marques disse...

.




Belíssimo!




.

Nana Barros disse...

Que foto!
Que texto!

Vc é demais mesmo!

ebarros disse...

Raquel: Quel, nao me contive e coloquei sua foto no meu blog.
O poema versa sobre "mulher", exigia portanto uma imagem a altura e nada mais feminino quanto voce naquela foto, uma linda mulher num momento de luz e paz, ingenuidade e pureza ao mesmo exibindo uma sensualidade impar, tinha que ser voce. (7/1/2007)

Raquel disse...

Raquel:
Esse foi o scrap mais lindo que já recebi na vida hahahaha Dá tanta pena de apagar que vou deixar ele na minha página por um bom tempo hahahaha Melhor, manda ele pra mim por testimonial kkkkkkkk

Ooown fico feliz em ter servido ao seu blog e aproveitei já pra dar uma fuçada viu

Um grande beijo